Setembro 2014 | Bang Bang Escrevi

White Collar | O fim está próximo

18 de set de 2014
Olá, fãs de White Collar, não teremos que esperar tanto para ver Matt Bomer e Tim DeKay na telinha novamente. A 6ª e última temporada da série, com apenas 6 episódios, que só iria ao ar em 2015, foi antecipada para dia 6 de novembro. Chris McCumber, o presidente da USA Network, da qual a produção faz parte disse que "essa temporada não vai decepcionar, com um emocionante e chocante final, que os fãs nunca vão esquecer". Oh God! será que o Neil vai morrer salvando o Peter? Ou vice e versa.

Bom, mal posso esperar para ver toda a galera em ação novamente, mesmo que pela última vez, e sim, esperamos efeitos especiais e explosões infinitamente toscas. Só não ressuscite personagens.

Leia mais sobre Séries e TV

Cinema | Trailer: A Esperança - Parte I

17 de set de 2014
Olá pessoas! Vamos sem delongas ao trailer de A Esperança - Parte 1, o filme estréia dia dia 20 de novembro.
Leia mais sobre Jogos Vorazes

Booknews | Fortaleza Digital, de Dan Brown vai para as telinhas

Ron Howard está juntando-se a Dan Brown para adaptar o livro para as telinhas. A Imagine Tv e a 20th Century Fox firmaram o compromisso com a ABC para a produção de um piloto.

Confira a sinopse do livro:
Responsável por monitorar as comunicações de todo o planeta e proteger informações do governo dos Estados Unidos, a ultra-secreta NSA, a Agência de Segurança Nacional americana, investiu às escondidas numa arma revolucionária para combater a ação de grupos terroristas na era da informática. Seu trunfo é o supercomputador TRANSLTR, capaz de decifrar em poucos minutos qualquer mensagem encriptada enviada pela Internet.

Quando o infalível TRANSLTR é paralisado por um misterioso código, a agência convoca a chefe do Departamento de Criptografia, a matemática Susan Fletcher, para investigar o que está acontecendo.

Susan faz uma descoberta aterradora: a NSA se tornou refém do gênio da computação Ensei Tankado.

Leia mais sobre Livros

Arrow | Substituições, Ra’s al Ghul e mais

16 de set de 2014
Confira algumas novidades sobre a nova temporada de Arrow.
Matt Nable, é o homem! O ator foi escolhido para o papel de Ra’s al Ghul. Cotado para aparecer no quarto episódio da série "The Magician", que também é o 50º episódio. Vilão master, que fez sucesso na trilogia do Batman de Christopher Nolan, pai de Nyssa al Ghul (Katrina Law). Ra's é um estrategista impiedoso, mestre nas artes marciais, um modelador de história e líder da Liga dos Assassinos.

Rila Fukushima entra no lugar de Devon Aoki para o papel de Tatsu Yamashiro. Devon, teve um conflito de agenda, assim sendo, abandonou a série. Rila esteve no filme Wolwerine (2013).

Nolan Funk foi escalado para o quinto episódio da série "The Secret Origin", que, ao que tudo indica, irá contar a origem de Felicity. Funk, será um interesse amoroso de Felicity, do seu passado, e também, um Hacker, chamado Cooper Seldon.

Amy Gumenick, conhecida por nós, por interpretar a jovem mãe dos nossos amados Winchesters, em Supernatural, será Carrie Cutter, ou "Cupido", cotada para ser masi uma vilã nessa nova temporada, não sabemos quando será sua primeira aparição.

Austin Butler (Carrie Diaries) entra para a temporada como "um carismático Dj, cujo talentos e artimanhas, chaman a atenção de Thea Queen". Cotado para aparecer no sétimo episódio da série.

Episódios
3x01 - The Calm
3x02 - Sara
3x03 - Corto Maltese
3x04 - The Magician
3x05 - The Secret Origin of Felicity Smoak
3x06 - Guilty

Leia mais sobre Arrow

Crítica | Cavaleiros dos Zodíaco: A Lenda do Santuário

Olá amigos, na crítica de hoje, entramos no túnel do tempo e saímos na infância, onde os problemas não eram tão grandes e a vida era apenas uma aventura. Sejam bem vindos.

A Lenda do Santuário é um portal, nossa, como lembrei dos meus tempos de TV Manchete. De correr da escola pra assistir Cavaleiros dos Zodíaco. Aff. Saudades. Masami Kurumada encantou inúmeras gerações com seus cavaleiros de bronze que tinham a missão de proteger a reencarnação da deusa Atena. Quem nunca soltou um Cólera do Dragão no chuveiro que atire a primeira a pedra.

A animação está linda, os efeitos espetaculares, claro que não possui o nível de animação da Dreamworks ou da Disney, mas o traço lembrou muito os do Final Fantasy, puxando os personagens para as suas origens manganescas, mas com as fisionomias dos mangas e animações mais recentes saindo do "chapadão" mundo 2D que amávamos, pra mim não deixou nada a desejar no quesito qualidade.

Outro detalhe importante, existe uma atualização no roteiro, como sabemos os desenhos costumavam ser muito machistas, em A Lenda do Santuário temos duas cavaleiras de ouro, eu acho, uma é certeza, a Afrodite não deu pra saber direito, risos. E também, existe um cuidado pra atualizar os personagens, o Seiya mesmo, ele é todo moderninho, com jaqueta college e cortaram o lindo cabelo púrpura da Saori. As armaduras são muito mais modernos, elas cobrem basicamente o corpo inteiro, e são carregadas em dog tags pelos cavaleiros. A montagem tem um quê de Transformers com Mark 3 do Homem de Ferro, e depois de montada, ela ganha umas linhas fluorescentes no maior estilo Tron. Eu gostei.

Não que exista algo que eu não gostei, mas pelo nível do filme e o público que ele pretende alcançar, acho que 1 hora e 20 minutos não são suficientes, cortaram diversas cenas clássicas do anime, não que fariam falta, mas como fã gostaria de vê-las. O tempo apertado do longa, dá a leve impressão de pressa no roteiro, com tudo acontecendo muito rápido e se desenrolando facilmente, quando sabemos que os cavaleiros de bronze apanharam eras pra passar pelas doze casas. Claro, além de ter dado a falta da clássica abertura. :/ fiquei até o último segundo na esperança de gritar "FAÇA ELEVAR...", mas não rolou.

Você que é fã, vai se sentir em um ambiente nostálgico e o suor pode vir a escorrer dos seus olhos, sem mais por hoje pessoal, bom filme pra quem for ir dar um vislumbre na infância.

Leia mais Críticas

Parceria | J.A. Santos, Garotos Maldosos

9 de set de 2014
É isso aí pessoal, o Blog fechou mais uma parceria, conheçam o livro e o autor abaixo.

Sinopse

Quem conhece esses meninos, não sabem quem eles realmente são. Para todos,esses jovens são lindos, pomposos e milionários, com vidas de luxo e ostentação, mas por trás desse mundo de perfeição existem segredos escabrosos capazes de desmoronar a vida de cada um. E eles farão qualquer coisa para mantê-los escondidos, prepare-se para conhecer o universo desses afortunados cheios de defeitos, que mentem,usam drogas, são infiéis e acima de tudo, maldosos.


O Autor

Airton Santos, ou melhor, J. A. Santos, pseudônimo usado pelo escritor sergipano para escrever as suas obras, nasceu em agosto de 1995, e já tentou ser ator e roteirista, mas não eram as profissões que ele gostaria de seguir.
"Nunca pensei que seria escritor, mas quando descobri que era isso que eu realmente queria ser, não pensei duas vezes, sentei e escrevi. No final, gostei do que eu vi."
Garotos Maldosos será o primeiro livro publicado do autor. O primeiro de uma série de cinco livros que ele pretende escrever.
Sem contar que ele é fã de Harry Potter, Instrumentos mortais, Guerra dos Tronos e Jogos Vorazes.

Bem... O livro já tem uma editora (Multifoco) e está em produção, pelo que entendi. Então, aguardem uma resenha. Aproveitem para stalkear o autor e saber mais sobre a sua obra, assim como aproveitar o prólogo do wattpad.

Leia mais sobre Parcerias

Booknews | Emilia Clarke em Como eu era antes de você

3 de set de 2014
A MGM está em processo de negociação com Emilia Clarke (nossa Daenerys, de Game of Thrones) e Sam Claflin (Finnick, de Hunger Games), para estrelar a adaptação do livro de Jojo Moyes, Como eu era antes de você, que é uma realização da New Line e da Warner Bros. O filme tem sua data de estreia para agosto de 2015.

A direção é da estreante em longas-metragens, Thea Sharrock, Moyes co-escreveu o roteiro com Scott Neustadter & Michael H. Weber (500 dias com ela).

Fique com a Sinopse do livro:
Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.


Leia mais sobre Livros

Resconto | Planária, Marcelo Nocelli

Olá meus caros, hoje a gente vai de resconto, com o belo conto, Planária, do Marcelo Nocelli em seu livro Reminiscências, publicado pela nossa parceira Editora Reformatório.

Planária é a história de um velho rabugento, que foi largado em um orfanato e que agora, muitos anos depois, se vê preso em um asilo - acho que é isso - esperando pela sua morte. No mesmo recinto que ele, encontra-se Marinalva, outra velha, que o incomoda tremendamente.  Em tese, a Marinalva, reclama tanto quanto o velho, porém, apenas ele relata isso, sendo uma meia-verdade. Pois, de antítese, Marinalva é o oposto do velho e representa tudo aquilo que ele nega: a vontade de ainda viver, pelo menor tempo que seja.

No meio do conto surge Lindomar, outro morador e também a sua morte, nas memórias sobre o amigo, o velho relata que Lindomar era um bom ouvinte, ou seja, ele não rebatia as falas do nosso protagonista, o que ilustra a necessidade dele de estar no controle e não ser contrariado. Pós luto, aparece na história uma lesma - planária - que o velho a associa aos outros demais velhos, ser lento e sensível. Enquanto o protagonista observa a lesma, ele recusa uma caminhada com Marinalva.

Eis que temos a reviravolta, Marinalva morre inesperadamente e ele se sente só. A solidão desencadeia a vontade de vingança, e acaba sobrando para a pequena lesma, que vive sua vida lenta e sem graça. A ideia de culpar a lesma, ilustra os sentimentos do protagonista em relação a Marinalva, tendo em vista que ele perdeu o último dia com ela por culpa da planária, que mesmo odiando a velha, era tudo o que restava pra ele.

Acho que só dei spoiler e não rescontei nada... risos, mas o conto é belo pela simplicidade do texto, pelas reviravoltas e pelo humor rabugento dos velhos. o/

Planária faz parte do livro Reminiscências

Leia mais Rescontos

Desabafo | O rôle sinistro de um blog cabuloso

2 de set de 2014
Olá amigos/jedis/companheiros... Como sabem é difícil a gente dar as caras por aqui e conversar com vocês, mas esse é um momento único, o blog está passando por uma crise de identidade. O nome não faz muito sentido, se for analisar o universo em que atuamos, é uma vertente muito pessoal, pra ser de um blog que fala de praticamente tudo, além, é claro de que chegou o momento de profissionalizar as coisas. Sou um dos blogueiros daqui, (Victor Candiani) há anos. O blog já passou por diversas mudanças até ter o formato que tem hoje, se olharem nos confins do blog, vão encontrar poesias e textos que escrevia ainda no ensino médio. Nunca cheguei a pensar que manteria o blog por tanto tempo, bem como, que durante esse período surgiriam outros autores como o  Lucas Andrade e a Sara Moura, e é uma pena eles serem reclusos. :)

Nem que faria parceria com editoras (o que se mostrou não ser o foco, porque ter uma parceira é vantajoso, mas coloca na balança aquilo que você gosta de ler com aquilo que você tem que ler), claro, agradeço a Reformatório pelo contato, e pela parceria, adoro a editora, e pretendo manter o nosso acordo.

Mas antes das editoras, veio um autor, Ricardo Reys, autor de "O Anjo" foi o primeiro sinal de que o blog tinha mudado e que navegávamos em mares desconhecidos. Depois vieram as confirmações para participar de eventos com o nome do blog, fomos de "blogueiro" na Bienal, não fomos no youpix, mas estava aprovado também.

Nunca fizemos sorteios, talvez um dia eles aconteçam, cada seguidor aqui é um seguidor conquistado por Osmose. Orgulho do cursinho :).

Claro, quase esqueci, sem falar de leitores que passaram a participar do blog, pedindo, por exemplo, ilustrações de livros antigos e dicas sobre literatura moderna.

Longe de todo o bafafá que é ter um blog, todos os benefícios e etc. Também demanda tempo, muito tempo, muito muito mesmo. Em um período extremo do blog, rolava 3 postagens por dia, de 3 assuntos diferentes, com um autor que ainda estava estudando para as provas finais da faculdade e finalizando o TCC sobre livros digitais.

Acabando com o drama... O blog vai mudar, a minha rotina agora é outra. Trabalho e moro sozinho (com a minha irmã, mas não é muito diferente), escrevo quando tenho tempo, leio sempre que dá, me atualizo na medida do possível. Não consigo mais manter o ritmo, falar de 8 séries, resenhar o final de 2, assistir e criticar 1 filme e ainda soltar resenha de livro, além de programar Cosplay e divulgar tudo que é escrito no blog. Ufa!

Na primeira fase:
Precisamos de um novo nome, desse nome surgirá um domínio, aí mudaremos o nome da página e migraremos rumo as galáxias... saindo do Blogger e entrando no Wordpress, agora posso pagar :). yes!

Na segunda fase: (crucial para vocês)
Precisaremos de novos colaboradores, não vamos pagar nada, mas você vai poder se expressar livremente e vestir a camisa do blog. Então, esperem a convocação para novos autores, e estou contando com alguns amigos nessa.

Obrigado por permanecerem aqui, e espero que fiquem ainda mais depois das mudanças.

Ps. coloquei o Gandalf segurando uma AK-47, porque nada melhor do que um mago, com uma arma russa, em cima de do tapete do Aladdin, voando em direção a muralha para destruir alguns Kaijus.

Resenha | Reminiscências, Marcelo Nocelli

1 de set de 2014
Título: Reminiscências
Autor: Marcelo Nocelli
ISBN: 8566887018
Acabamento: Brochura
Gênero: Contos
Páginas: 147
Editora: Reformatório
Tamanho: 14 x 21 cm
Avaliação:

Olá Pessoal, hoje a resenha é de um maravilhoso apanhado de contos, de Marcelo Nocelli. O livro é publicado pela nossa parceira a Editora Reformatório. E vamos lá.

Em Reminiscências, nos deparamos com 17 contos sobre a vida, que abordam temas semelhantes. Falamos muito sobre lembranças, o retorno a lugares do passado, que atualmente, são completamente diferentes, da convivência com as mulheres, da sorte, que as vezes, só as vezes, pode sorrir pra você, tem amor de homem velho, com mulher nova, etc. São situações comuns no dia-a-dia, porém, o personagem mais marcante na maioria dos contos, é a presença do pai, e geralmente, como um ser autoritário. Em 9 dos 17 contos, você vai ler algo sobre o pai de alguém. Essa predileção do autor, deu vontade de saber se ele possui algum problema com o pai dele.

Não sei muito bem, como avaliar contos, já que não costumo lê-los com tanta frequência, mas vamos falar de alguns. Em "Remissão", primeiro conto do livro, você já se assusta com o personagem sentindo-se aliviado pela morte do pai, aqui vem a figura paterna, e o modo de como a relação entre pai e filho pode perder-se pelos caminhos do tempo. Do mesmo modo que em "Alvitre" um filho entra na casa do pai pela primeira vez, sem nunca ter conhecido-o, só entra porque o velho morreu e, por alguma razão, teve que ir até lá, a casa em si é um caos, mostrando que a personalidade do pai não é das melhores, porém, para o filho seria interessante conhecer esse lado do pai, independente de como era ou viveu.

Durante o livro, o autor também incorpora personagens femininas, é o caso de "A menina e o homem", onde uma jovem está em seus primeiros deleites sexuais; em "Ela" temos uma personagem sufocada pelo descaso do marido, o que traz consequências e no meu micro roteiro de resenha, defini "Ela" como: "Mulheres... Ame-as ou deixe-as". Também temos "O quarto dos fundos", onde uma jovem confronta as vontades do seu pai e em "O Surto", um dos melhores, na minha humilde opinião, temos o esteriótipo da família perfeita, porém, a figura feminina da família, não aguenta mais esse tipo de vida, e surta.

Já que falei de melhores, não posso deixar de lado "O operário da arte", que mostra como uma pessoa pode ser especial e diferente se manter os seus valores, como ela pode se diferenciar do resto do mundo. Soou um pouco egocêntrico, mas não é, é mais sobre respeitar o universo. E claro, "Planária", que pra mim, foi um lindo ensaio sobre a solidão, que no fim, vai ganhar um Resconto aqui no blog. No geral, é isso pessoal. A Editora fez um excelente trabalho utilizando Pólen Soft, só não curti muito, a fonte. Deu uma "leve" impressão de poluição.

Até mais.

Conheça a nossa Parceira | Leia mais Resenhas
 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.