Janeiro 2014 | Bang Bang Escrevi

Séries | Primeiras Imagens de Game Of Thrones

31 de jan de 2014
A HBO divulgou as primeiras imagens da 4ª temporada de Game Of Thrones. Você pode conferi-las abaixo. A 4ª temporada estréia dia 6 de Abril. Essa temporada dá continuação na segunda metade do terceiro livro, A Fúria dos Reis e esperem mais assassinatos, conspirações e dragões, se terminar como no livro vai ser de cair o queixo. Mas vamos as fotos
Acho que numa mancada, divulgaram essa foto do Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) conversando com a Cersei (Lena Headey) com a sua mão de ouro no lugar do coto.
Oberyn Martell (Pedro Pascal) e Elaria Sand (Indira Varma), só pra adiantar Dorne é foda demais e teremos a cena da Luta do Oberyn com o Gregor Clegane.
E aqui está, Michiel Huisman como Daario Naharis, substituindo Ed Skrein.

Mais fotos


Se você é fã de Game of Thrones, também pode gostar de:
Alimentos, pratos e bebidas de Game Of Thrones
Detalhes dos Figurinos de Game Of Thrones
Post Especial | O que vem por aí na 4ª temporada

Agora curta nossa página no facebook, ou homens-sem-face aparecerão na sua casa.

Review | Sleepy Hollow "The Vessel", "Indispensable Man" e "Bad Blood"

30 de jan de 2014
Dando continuação as reviews dos episódios de Sleepy Hollow. A série vem se mostrando uma série de potencial desde a sua estreia e aproveitaram muito bem o seu ator mais notável para alavancar ainda mais os seus índices, John Noble, saído direto de Fringe para a trama de Sleepy Hollow.

A trama, além de ser inteligente, ilustra em inúmeras vezes o cuidado dos roteiristas de irem buscar referências da época de Ichabod, onde mostram como tradições podem se perder através do tempo, tome como nota a famosa bebida eggnog muito comum na época natalina, mas que possuía outro significado. Indo mais distante no quesito roteiro, a série mostra um "quê" histórico que quando desmentindo-se os fatos fantasiosos acrescentados para dar sentido a trama revelam-se verdadeiras aulas históricas do período colonial norte americano.

Sem dar muitos spoilers a série passou de uma simples luta contra as forças do mal para uma conspiração envolvendo o presidente George Washington com o intuito de evitar um apocalipse iminente, a interminável luta do bem contra mal. Porém esse sentido se perde dado os motivos pessoais dos protagonistas e fica por trás da trama principal levando até uma revelação surpresa, que com o perdão do pleonasmo, é surpreendente. Eu não consegui adivinhar até a hora em que revelaram.

Para nós fãs de Supernatural uma viagem ao purgatório não tem nada de impressionante, Sam e Dean vivem saindo de lá, mas a forma como Sleepy Hollow tratou do assunto, para mim, foi nova. Devo ressaltar também a aparição do pai do nosso querido Ichabod que implicou em um aprofundamento do personagem, e antes disso, a presença do reverendo Boland, que serviu como orientação espiritual para o Cap. Irving, que teve um desfecho trágico. E pra fechar, o Season Finale composto por dois episódios seguidos trouxe de volta todos os personagens antigos que tiveram apenas pequenas aparições.

E antes de fechar, o final da temporada ficou reservado para possessões demoníacas, o reencontro de Ichabood com Katrina, violação de túmulos, assuntos bíblicos e coisas da infância das irmãs Mills.

Sleepy Hollow mostrou de uma forma bastante conhecida, que transformar os primórdios da história do seu país em uma luta entre o bem e o mal, quando bem feito, pode trazer um público fiel. Com a promoção do John Noble e da  Lyndie Greenwood para regulares, vamos aguardar para saber o que vem por aí na segunda temporada.

Quotes

"Sem livros não temos nem futuro, nem passado".

"Quando você tiver um filho, ele vai seguir mais os seus exemplos do que seus conselhos".

"Nós enterramos os mortos, não de verdade. Nós os levamos conosco. É o preço de viver".

Referente aos Episódios
S01E11 "The Vessel"
S01E12 "Indispensable Man"
S01E13 "Bad Blood"

Leia Mais sobre Sleepy Hollow

TV News # 29 | Better Call Saul, Hawaii 5-0, Hannibal e Sleepy Hollow

A Volta do Mike em Better Call Saul e ainda: Atores promovidos a regulares em Sleepy Hollow, novos papéis em Hannibal e a volta de Jorge Garcia em Hawaii Five-0.

Better Call Saul

O prequel de Breaking Bad, Better Call Saul ganhou mais um integrante, que na verdade é antigo. Jonathan Banks, o Michael “Mike” Ehrmantraut, vai retornar para série que se baseia nos primeiros anos do advogado picareta Saul Goodman, como regular. Saul vai poder contar com a ajuda de Mike como seu confiável detetive particular e resolve problemas. A série está programada para estrear em novembro.

Hawaii Five-0

Já escrevemos por aqui que o Jorge Garcia de Lost, iria retornar para uma outra participação especial na série e agora tivemos a confirmação de que Rob Corddry também vai aparecer, ambos apareceram no episódio em que Chin (Daniel Dae Kim) vai até uma reunião de alunos do Segundo Grau. Corddry vai interpretar um mágico profissional que se torna suspeito de uma investigação de assassinato e Jorge Garcia no mesmo papel do amigo do Chin, que curte uma conspiração.

Hannibal

Tínhamos afirmado que Jeremy Davies (Justified) iria aparecer na série, mas não sabíamos nada sobre o papel, foi revelado que ele será Peter Bernardone, um homem que trabalha com resgates de animais que se torna suspeito depois que descobrem um assassinato bizarro em um estábulo que ele já trabalhou e Chris Diamantopoulos (Episodes) será Clark Ingram, um antigo assistente social de Peter que pode ter influenciado-o demais.

Sleepy Hollow

Segundo o Deadline, John Noble que interpreta Henry Parrish e Lyndie Greenwood a Jenny Mills, irmã de Abbie Mills (Nicole Beharie) foram promovidos a regulares para a próxima temporada da série. John Noble praticamente foi a diferença da série e esteve presente nos três últimos episódios e a Lyndie com certeza apareceu em mais de 8, mais do demorada essa promoção.

Leia mais Notícias.

TV News #28 | CW de Supernatural a Joana, a Virgem

A CW anunciou hoje que deu luz verde para o Spin-off de Supernatural, que se chamará Supernatural: Tribes. De acordo com o Omelete:
Segundo os produtores executivos Jeremy Carver e Robert Singer, a atração deve "explorar o choque entre humanos e monstros" que habitam Chicago. "Teremos personagens importantes que serão meio humanos e meio monstros, [além de] famílias de monstros e famílias de caçadores". Por estar situado em apenas uma cidade, diferente de Supernatural, que viaja todos os Estados Unidos, Singer disse que veremos "um grupo mais concreto de personagens".
Já confirmaram a presença de Jared Padalecki e Jensen Ackles. A série tem o roteiro de Andrew Dabb e, inicialmente, terá a direção de Robert Singer.

Além dessa notícia a CW também deu luz verde para a produção de uma adaptação da famosa novela venezuelana Juana la Virgen (2002) que foi exibida aqui em 2002 pela Rede Record. A adaptação, com um nome bem original, Jane The Virgen, a série gira em torno de Jane, uma garota religiosa e trabalhadora, que devido a uma série de acontecimentos ultrajantes, é acidentalmente inseminada artificialmente. Não é por nada, só porque achei a notícia engraçada. Se tem uma coisa que lembro da minha experiência em séries e que O Dr. House era vidrado em novelas Latinas e que sempre que tem uma televisão em qualquer cena, onde se é exibido algo do tipo, todos estão assistindo. Essa é a CW fazendo o SBT. A série vai ser escrita por Jennie Snyder (90210).

A CW também deu luz verde para outras duas séries, IZombie da DC Comics, pelo selo Vertigo e Identity.

Leia mais sobre Séries

TV News #27 | Flash, Agents of SHIELD e Arrow

29 de jan de 2014
Primeiros vilões em The Flash, beldades em Agenst of S.H.I.E.L.D. e Katrina Law em Arrow.

The Flash

Rick Cosnett (The Vampire Diaries), Danielle Panabaker (Necessary Roughness) e Jesse L. Martin (Smash) vão co-estrelar em The Flash, da CW. A série baseada no herói mais veloz do Universo da DC.
Cosnett desempenhará o papel do Detetive Eddie Thawne, que recebe uma recente transferência para o Departamento de Polícia de Central City, cujo passado é um mistério e que esconde um segredo obscuro. Panabaker desempenhará a jovem Caitlin Snow, uma especialista altamente inteligente em bioengenharia que perdeu seu noivo durante a explosão do S.T.A.R. Labs. Detetive Eddie Thawne e Caitilin Snow também são conhecidos como Flash Reverso e Nevasca.

Num primeiro momento a série seria só um spin-off de Arrow e agora vai filmar um piloto normal dirigido por David Nutter.
Jesse L. Martin vai co-estrelar como Detetive West, um honesto policial que servirá como imagem paterna para o Barry Allen, interpretado por Grant Gustin. Detetive West, além de uma referência paterna para Barry Allen, também é pai da Iris, namorada de Barry nas HQs. Ainda não sabemos quem interpretará Iris, sera uma afro-descendente. Olhem a descrição abaixo:
Iris, de 22 a 28 anos: Tão inteligente quanto linda, Iris está na pós-graduação de psicologia. Ela também é a melhor amiga de Barry. Seu pai, o detetive West, abrigou Barry quando pequeno, após sua mãe ser morta e seu pai ser acusado do assassinato dela injustamente. Em sua infância difícil, Iris era a única coisa boa na vida de Barry. Crédito

--x--

Agents of S.H.I.E.L.D.

Jeph Loeb, Chefe de TV da Marvel anunciou que o personagem Deathlok vai aparecer na série. Mike Peterson, interpretado por J. August Richards vai se tornar o Ciborque e também foi confirmado a aparição de Lorelei, que será interpretada por Elena Satine (Magic City).
Esse anúncio justifica a participação da personagem Lady Sif (Jaime Alexander) na série. Ele também mostrou uma foto de Bill Paxton como Agente John Garret. Ao que parece, Deathlok vai aparecer no episódio do dia 4 de fevereiro, o mesmo em que o Stan Lee aparece.
--x--

Arrow

Aproveitando que esse é um post cheio de heróis, DC e Marvel... Saíram as fotos da Katrina Law (Spartacuz) como Nyssa Raatko em Arrow no episódio "Heir to the Demon" que vai ao ar dia 5 de fevereiro.
[Clique nas imagens para ampliar]
Lei mais Notícias

Cinenews #16 | Trailers de Maleficent, The Raid 2, Son of Batman e Ninfomaníaca

Primeiras impressões dos trailers do filme da Dysney, Maleficent, da continuação do bater, bater e bater, The Raid 2: Berandal, o badass Son of Batman, adaptação da DC Damian, Filho do Batman e Ninfomaníaca de Lars Von Trier

Maleficent

Fadas, chifres, magia e Angelina Jolie. Dirigido por Robert Stromberg e estrelado por  Angelina Jolie, Elle Fanning, Sharlto Copley entre outros.


The Raid 2: Berandal

Pancadaria comendo solta no trailer oficial da continuação de The Raid.

Premiações | Indicados ao ANNIE Awards 2014

O ANNIE Awards é o prêmio dedicado as animações, sim, filmes, curtas, comerciais, games feitos em forma de animação. Ele tem muitas categorias, vou priorizar as relacionadas aos longa metragens feitos para o cinema, mas quando tivermos os vencedores, vou colocar todas as categorias, então vamos nessa!

Melhor Animação

A Letter to Momo
Meu Malvado Favorito 2
Ernest & Celestine
Frozen: Uma Aventura Congelante
Universidade Monstros
Os Croods
O Vento Está Soprando

Melhor Diretor em Animação

Chris Sanders, Kirk DeMicco, “Os Croods”
David Soren, “Turbo”
Chris Wedge, “Reino Escondido”
Benjamin Renner, Vincent Patar, Stéphane Aubier,  “Ernest & Celestine”
Chris Buck, Jennifer Lee, “Frozen: Uma Aventura Congelante”

Melhor Roteiro em Animação

Ernest & Celestine
Universidade Monstros
O Vento Está Soprando
Frozen: Uma Aventura Congelante

Booknews | Ten Thousand Saints, Day of Triffids e True Love

28 de jan de 2014
Adaptação Estrelada por Ethan Hawke e Asa Butterfield, Neil Cross e Mike Newell com filme de ficção Científica e mais uma trilogia chegando...


Ten Thousand Saints da Eleanor Henderson vai ser adaptado para o cinema pela Maven Pictures e Archer Gray. Bob Pulcini e Shari Berman (Anti-Herói Americano) vão dirigir com a produção de Anne Carey e Amy Nauiokas para Archer Gray, Trudie Styler e Celine Rattray (Filth) para Maven. O Filme vai ser estrelado por Ethan Hawke e Asa Butterfield. O filme segue Jude (Butterfield) que é enviado para viver com seu pai distante, em Manhattan, nessa viagem inesquecível, onde ele descobre o amor, a música e forja uma nova conexão com o pai Les (Hawke).

The Day of Triffids o livro de ficção científica de John Wyndham vai ser adaptado para o cinema, o roteiro foi escrito por Neil Cross (Luther) e vai ser dirigido por Mike Newell (Grandes Esperanças). No livro, depois de uma chuva de meteoros cegar mais da metade da população mundial, aqueles com visão devem combater plantas exóticas, conhecidas como Triffids, empenhadas em exterminar a humanidade. Não tem publicação aqui. Mas também, imagina a brisa.

A Boardwalk Entertainment Group adquiriu os direitos para a trilogia de filmes para o Cinema e televisão que são baseados no livro para jovens-adultos de Kieran Scott, True Love. O livro segue uma cupida que foi banida para a terra - que ela acredita ser o inferno - e deve juntar três casais sem seus poderes para salvar o amor de sua vida da ira dos deuses. Os livros nem foram lançados ainda lá fora, imagina aqui? O lançamento do primeiro livro, Only Everything, está previsto para sete de maio pela editora Simon & Schuster.



Leia mais sobre Adaptações

Booknews | Constantine, Mágico de Oz e Facebook nas Telonas

Luz verde para Constantine e Emerald City e a Sony investindo mais uma vez no Facebook.

A série de TV sobre o personagem John Constantine da DC que a NBC estava planejando recebeu luz verde e vai ser produzida. Já tínhamos dado a notícia de que poderia ocorrer no ano passado depois que a Marvel anunciou Agents of S.H.I.E.L.D.
E ainda falando da NBC, Emerald City, série baseada no universo de O Mágico de Oz, recebeu luz verde para que se produza 10 episódios. Emerald City é descrita como uma releitura moderna e obscura do conto clássico de Baum na mesma linha de Game Of Thrones, baseando-se nas histórias dos 14 livros originais, que incluem guerreiros letais, reinos concorrentes, e magos infames como nunca vimos antes. Uma sala de escritores está prevista para se iniciar em breve.
A série conta com uma madura Dorothy Gale de 20 anos que é involuntariamente enviada em uma jornada reveladora que a empurra para o centro de uma batalha épica e sangrenta pelo controle de Oz. Após o sucesso de 1900, O Mágico de Oz de Frank L. Baum ganhou mais 13 romances para dar continuação na sua aventura. Emerald City é um dos vários shows baseados em O Mágico de Oz que estão em desenvolvimento em várias redes de televisão e o primeiro a ter  luz verde.

A Sony Pictures adquiriu os direitos do livro Faça Acontecer: Mulheres, Trabalho e a vontade de liderar, escrito pela Diretora de Operações (COO) do Facebook, Sheryl Sandberg, o livro é publicado aqui pela Companhia das Letras. O estúdio escolheu Nell Scovell (Warehouse 13) para escrever o Roteiro. Ela ajudou Sandberg a escrever o livro e afirmou que não tornará o filme uma biografia, mas sim uma narrativa dos fatos que ele contem. Sandberg doará os recursos provenientes do filme para sua fundação. O livro abrange as desigualdades entre homens e mulheres em cargos de liderança e como são tratados no local de trabalho. Depois de analisar as causas profundas, Sandberg ofereceu teorias e soluções sobre como as mulheres podem se livrar desses grilhões enferrujados e tornarem-se melhores capacitadas no local de trabalho. Mais informações sobre o livro no site da Cia. das Letras.

Leia mais sobre Adaptações

Premiações | Indicados ao WGA Awards 2014

O WGA (Writers Guild of America) Awards tem o intuito de premiar os escritores por seus roteiros em toda a indústria de entretenimento desde o Cinema até os Videogames e está na sua 66º edição, claro que não vou colocar todas as categorias, porque algumas não influenciam em nada no Oscar, mas vou citar a de videogames e algumas da Televisão, vamos lá!




Cinema

Melhor Roteiro Original

Trapaça - Eric Warren Singer e David O. Russell
Blue Jasmine - Woody Allen
Clube de Compras Dallas - Craig Borten e Melisa Wallack
Ela - Spike Jonze
Nebraska - Bob Nelson

Melhor Roteiro Adaptado

Álbum de Família - Tracy Letts; baseado em sua peça
Antes da Meia-noite - Richard Linklater, Julie Delpy e Ethan Hawke; baseado nos personagens criados por Richard Linklater e Kim Krizan
Capitão Phillips - Billy Ray;  baseado no livro Dever de Capitão de Richard Phillips com Stephan Talty
O Grande Herói - Peter Berg; baseado no livro de Marcus Luttrell com Patrick Robinson
O Lobo de Wall Street - Terence Winter; baseado no livro de Jordan Belfort

Melhor Roteiro de Documentário

Dirty Wars - Jeremy Scahill e David Riker
Herblock – The Black & The White - Sara Lukinson e Michael Stevens
No Place on Earth - Janet Tobias e Paul Laikin
Stories We Tell - Sarah Polley
We Steal Secrets: The Story of WikiLeaks - Alex Gibney

Televisão

Série Drama

Breaking Bad - Vince Gilligan e equipe
The Good Wife - Meredith Averill e equipe
Homeland - Henry Bromell e equipe
House of Cards -  Kate Barnow e equipe
Mad Men - Lisa Albert e equipe

Série Comédia

30 Rock - Jack Burditt e equipe
Modern Family - Paul Corrigan e equipe
Orange Is the New Black - Liz Friedman e equipe
Parks and Recreation - Megan Amram e equipe
Veep - Simon Blackwell e equipe

Novas Séries

The Americans - Michael Batistick e equipe
House of Cards -  Kate Barnow e equipe
Masters of Sex - Michelle Ashford e equipe
Orange Is the New Black - Liz Friedman e equipe
Ray Donova - Ann Biderman e equipe

Episódio Drama

Breaking Bad, “Buried” - Thomas Schnauz
Breaking Bad, “Confessions” - Gennifer Hutchison
House of Cards, “Episode 101” -  Beau Willimon
Breaking Bad, “Granite State” - Peter Gould
The Good Wife, “Hitting the Fan” - Robert King e Michelle King
Masters of Sex, “Pilot” - Michelle Ashford

Episódio Comédia

Modern Family, “Career Day” - Paul Corrigan e Brad Walsh
Modern Family, “Farm Strong”- Elaine Ko
30 Rock, “Hogcock!” - Jack Burditt e Robert Carlock
Orange Is the New Black, “Lesbian Request Denied” - Sian Heder
Parks and Recreation, “Leslie and Ben” - Michael Schur e Alan Yang
Orange Is the New Black, “Pilot” - Liz Friedman e Jenji Kohan

Vídeogames

Melhor Roteiro para Videogame

Assassin’s Creed IV: Black Flag
Batman: Arkham Origins
God of War: Ascension
The Last of Us
Lost Planet 3

Premiações | Indicados ao ASC Awards 2014

27 de jan de 2014
O ASC (American Society of Cinematographers - Sociedade Americana de Cinematógrafos) prestigia os melhores do ano no quesito cinematografia na indústria do cinema e na televisão, sendo para o cinema uma única categoria e para a TV três, antes de falar os indicados vamos ressaltar que Gravidade já arrematou nessa categoria o CCMA e temos Game of Thrones concorrendo com dois episódios, agora deixa de papo:


Cinema

Melhor Fotografia em Longa Metragem

12 Anos de Escravidão - Sean Bobbitt
Capitão Phillips - Barry Ackroyd
O Grande Mestre - Philippe Le Sourd
Gravidade - Emmanuel Lubezki
Inside Llewyn Davis - Bruno Delbonnel
Nebraska - Phedon Papamichael
Os Suspeitos - Roger Deakins

Televisão

Episódio de série de TV com uma hora de duração

Magic City, “The Sins of the Father” - Steven Bernstein
Boardwalk Empire, “Erlkönig” - David Franco
Game of Thrones, “Valar Dohaeris” - Jonathan Freeman
The Borgias, “The Purge” - Pierre Gill
Beauty and the Beast, “Tough Love” - David Greene
Game of Thrones, “Kissed by Fire” - Anette Haellmigk
Sleepy Hollow, “Pilot” - Kramer Morgenthau
Dracula, “The Blood is the Life” - Ousama Rawi

Episódio de série de TV com meia-hora de duração

House of Lies, “The Runner Stumbles” - Peter Levy
Alpha House, “Pilot” - Matthew J. Lloyd
Drunk History, “Detroit” - Blake McClure

Telefilme ou Minissérie

Killing Lincoln - Jeremy Benning
The White Queen, “War at First Hand” - David Luther
Dancing on the Edge, Episode 1.1 - Ashley Rowe

É isso aí pessoa! Os vencedores serão anunciados no dia 1 de Fevereiro e assim que possível anunciaremos para vocês.

Premiações | Vencedores do DGA Awards 2014

26 de jan de 2014
Aqui está a nossa lista de indicados, pois nesse post só vamos ter os vencedores. E sem surpresas na categoria de Melhor Direção em Longa, com Gravidade. Vince não acreditou que ganharia por "Felina" e a Netflix arrebentando com o arremate do prêmio de Direção em Documentário por The Square. Confira abaixo a lista dos vencedores e dos prêmios especiais.

Melhor Direção em Longa Metragem: Alfonso Cuarón - Gravidade
Melhor Direção em Telefilme ou Minissérie: Steven Soderbergh - Behind the Candelabra
Melhor Direção em Série Dramática: Vince Gilligan - Breaking Bad, “Felina
Melhor Direção em Série Cômica: Beth McCarthy-Miller - 30 Rock, “Hogcock!/Last Lunch”
Melhor Direção em Documentários: Jehane Noujaim - The Square

Como não coloquei nos indicados as categorias de Melhor Direção em Programas Regulares e Especiais de Variedades/Talk/Notícias/Esportes, Melhor Direção em Reality Shows, Melhor Direção em Programas Infantis e Melhor Direção de Comerciais, tanto porque conheço pouco dos indicados quanto a relevância deles para outros prêmios, aqui vão os vencedores.

Melhor Direção em Programas Regulares de Variedades/Talk/Notícias/Esportes: Don Roy King -
Saturday Night Live, “Saturday Night Live with Host Justin Timberlake”
Melhor Direção em Especiais de Variedades/Talk/Notícias/Esportes: Glenn Weiss - The 67th Annual Tony Awards
Melhor Direção em Reality Show: Neil P. DeGroot - 72 Hours, “The Lost Coast"
Melhor Direção em Programas Infantis: Amy Schatz - An Apology to Elephants
Melhor Direção em Comerciais: Martin de Thurah - Epoch Films

E os especiais vão para:

Robert B. Aldrich Service Award: Steven Soderbergh
Dado em reconhecimento pelos extraordinários serviços prestados ao DGA e seus membros.

DGA Diversity Award: Shonda Rhimes & Betsy Beers
Dado em reconhecimento ao compromisso com a diversidade, contratação e fornecimento de empregos e oportunidades para mulheres e outras minorias abrangidas pelas categorias do DGA.

Frank Capra Achievement Award: Lee Blaine
Dada a um Diretor Assistente ou Gerente de Unidade de Produção, em reconhecimento da sua carreira e de serviços prestados para a indústria e ao DGA.

Franklin J. Schaffner Achievement Award: Vincent DeDario
Dada a um Diretor Associado ou Stage Manager (Gerente de fases?), em reconhecimento aos seus serviços prestados para a indústria e ao DGA.

Você pode gostar também de:
Vencedores do SAG, CCMA e PGA Awards
Indicados ao Oscar 2014
Vencedores do Globo de Ouro 2014
Especial: Looks do Red Carpet do Globo de Ouro
Indicados ao DGA Awards 2014

Crítica | A Menina que Roubava Livros

23 de jan de 2014
Queridos ladrões,
essa não é apenas uma crítica, mas também uma confissão.

O filme é belo e esse é o seu problema. Ninguém espera que uma adaptação literária sobre o período da Segunda Guerra Mundial seja embelezado, mesmo que na prática a obra não passe de uma ficção. As roupas não passam a real situação da Alemanha, tão pouco o estado caótico em que o país se encontrava, que no livro é mais latente. Correram demais para mostrar as coisas divertidas e esqueceram de dar profundidade nos pontos que tornam o livro o que ele é: uma obra sensacional.

Outro ponto a ser ressaltado é a montagem que escolheram e a falta da narradora, sabemos que um narrador onipresente em um filme é algo complicado de se fazer sem que se afete a linha do tempo em que o mesmo ocorre, porém a sua falta, somada a montagem de cenas que escolheram, transformaram aspectos importantes do filme em meros flashbacks, que não ficaram bem explicados. Isso sem falar em cenas memoráveis que simplesmente não aconteceram. Somando o conjunto narradora, montagem e cortes de cena subtrair-se a gangue de ladrões, Max, o lutador tendo alucinações e a queda do avião em meio a rua Himmel.

Os fãs podem estar pensando que eu estou exagerando, mas A Menina que Roubava Livros é uma história narrada pela morte e seus encontros com uma menina chamada Liesel, que aprende a ler e rouba alguns livros em seu caminho, que a fez desejar viver e que em muitos momentos usa das cores para narrar os fatos. Em nenhum momento dessa premissa o filme atendeu as expectativas. Não usaram cores e o sentido da morte narrar o filme ficou perdido, duvido que quem não conheça a história entenda quem é o narrador.

Falando de erros que considerei grave. Mudaram o nome do livrou que ela tira da fogueira de O Dar de Ombros, que não encontrei o autor, para O Homem Invisível do H.G. Wells, tudo bem trocar, mas explica o que o livro do Wells fazia na Alemanha Nazista? Alguns problemas com a personalidade dos personagens completam o quadro, não vou criticar a aparência porque não dá pra encontrar uma pessoa que é fruto da imaginação de um autor, mas mudaram alguns aspectos dos Hubermanns que não agradaram, sem falar no tal do "majestade", isso você caro leitor, vai descobrir. A única coisa que respeita o livro é a força da amizade de Liesel com Max, Rudy e Hans. E a Rosa que acaba sendo aquela rabugenta que todos gostam.

Tirando todos esses detalhes da parte da crítica feita por um fã do livro e despindo-se dessa roupa e colocando a de um simples fã de cinema, o filme é bonito e agrada aos olhos. Mas se você gosta de filmes sobre guerra ou é fã do livro certamente não vai sair satisfeito da sua sessão e ainda vai se perguntar: "Por que fizeram isso?". Acredito que a maior parte dos problemas foi dada pela pressa em que realizaram o filme ele estava pronto em menos de um ano, tendo em vista que estreou em outubro lá fora e só chegou aqui esse mês.

Vou deixar a confissão na mesma situação em que o narrador está no filme, adivinham o que é?

Leia mais Criticas

Premiações | Indicados para melhor direção no DGA Awards

O Directors Guild of America Awards tem o propósito de premiar os melhores diretores do ano, ela é composta por milhares de diretores entre os setores de rádio, cinema e televisão. De termômetro para o Oscar temos apena a categoria de Melhor Diretor em Longa Metragem, porém tem The Square concorrendo na de Melhor Direção em Documentário. Agora falando de séries e TV, temos alguns nomes de peso entre os concorrentes, eu destaco Bryan Cranston concorrendo tanto por cômica quanto por drama e contra Vince Gilligan (Felina) e David Nutter (As Chuvas de Castamere) e David Fincher (House of Cards).

Melhor Direção em Longa Metragem

Alfonso Cuarón - Gravidade
Paul Greengrass - Capitão Phillips
David O. Russell - Trapaça
Martin Scorsese - O Lobo de Wall Street
Steve McQueen - 12 Anos de Escravidão

Melhor Direção em Série Dramática

Bryan Cranston - Breaking Bad, “Blood Money”
David Fincher - House of Cards, “Chapter 1”
Vince Gilligan - Breaking Bad, “Felina
Lesli Linka Glatter - Homeland, “The Star”
David Nutter - Game of Thrones, “The Rains of Castamere”

TV News #26 | Hannibal, Elementary e Intelligence

22 de jan de 2014
Katharine Isabelle e o papel de Mason Verger em Hannibal, Jane Alexander em Elementary e o episódio de Intelligence que é baseado em fatos reais.

Hannibal

Katharine Isabelle (Being Human) será Margot, um interesse romântico de Will, que também passa a ser paciente de Hannibal. Descrita como bonita e atraente, Margot sofreu anos de abuso nas mãos de seu irmão gêmeo e assassino em série.
Segundo o tweet do TV Guide, Gillian Anderson, a Dr. Bedelia Du Maurier, Raúl Esparza, o Dr. Frederick Chilton e Eddie Izzard, o Dr. Abel Gideon  irão retornar na segunda temporada.
Ainda pelo TV Guide: Jeremy Davies (Justified) e Jonathan Tucker (Parenthood) irão fazer aparições, ainda não temos nada confirmado sobre seus papéis.

E por último, anunciaram o papel de Mason Verger para essa temporada, se você não sabe quem ele é assista a performance abaixo do Gary Oldman em Hannibal (2001). Sensacional.

--x--

Elementary

Jane Alexander (The Blacklist) aparecerá na série como C. uma amiga com quem Sherlock se corresponde através de cartas eróticas, porém nunca a viu cara-a-cara. C. Trabalha com antiguidades e ele recorre a sua ajuda por acreditar que ela possa ajudar em um caso que ele e Joan estão investigando.  Mal posso esperar para ver a cara do Sherlock. E a bonitinha Natalie Dormer, não voltará a aparecer na série nessa temporada para interpretar Moriarty, o motivo foi justificado como seus diversos compromissos, que nós sabemos que são Game of Thrones e o terceiro filme da franquia Jogos Vorazes: A Esperança, para o qual a atriz já passou a máquina na juba e ajeitou um undercut para realizar o papel.

--x--

Intelligence

Ah! Novidades da mais nova série favorita, o ator Michael Trucco (Revenge) será um ex-namorado da nossa bonitinha agente Riley (Meghan Ory) Eles vão se reencontrar quando um Ex-Presidente dos EUA vai para a Síria negociar a libertação de duas jornalistas e Trucco é o chefe da unidade do Serviço Secreto que escolta o Ex-Presidente. A história é baseada em uma caso real onde as jornalistas  Laura Ling e Euna Lee ficaram presas na Coréia do Norte e o Ex-Presidente Bill Clinton vez uma vista a Pyongyang para negociar com o líder Kim Jong-il em 2009. *-* E  Peter Coyote (Law & Order: Los Angeles) será Leland Strand, o pai de Lillian Strand (Marg Helgenberger), ele foi mencionado no primeiro episódio como um Ex-Diretor da CIA que treinou a filha para ela chegar onde está. A atriz disse que o personagem vai expor o lado vulnerável de Lillian. A filha de Lillian será interpretada por Laura Wiggins (Shameless).

Leia mais Notícias.
 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.